A história do alimento milenar

O bacalhau é um ingrediente mundialmente conhecido em sua preparação final, porém as origens e especialidades ainda são uma incógnita para muita gente

Na gastronomia existem poucos componentes que são comuns em várias partes do mundo e que agradam a muitos paladares. O bacalhau é um deles, várias receitas o utilizam como base e aproveitam da versatilidade do ingrediente. Assado, ensopado, grelhado ou na massa, o bacalhau caiu no gosto popular, mas você sabe de onde ele veio?

Em longas viagens marítimas, era necessário um estoque de alimentos para garantir a sobrevivência dos tripulantes. Para isso, algumas técnicas passaram a ser utilizadas na conservação dos alimentos. A primeira civilização a pensar sobre essas estratégias, foram os Vikings, em meados do século IX. Como não tinha sal, os peixes eram secos ao ar livre, para endurecerem e serem consumidos em pequenas porções, quando estivessem no oceano adentro.

A descoberta do processo se popularizou e na costa espanhola e o peixe já passava pela salga antes da secagem, garantindo uma melhor conservação dos nutrientes e um sabor diferenciado. A primeira indústria do bacalhau foi fundada na Noruega que, com a grande procura, se tornou em referência de pesca e exportação.

Muitas pessoas acreditam que o bacalhau é uma espécie de peixe, quando na verdade, algumas variedades podem ter esse nome, no momento em que passam pelo processo de transformação. O peixe mais tradicional conhecido como ‘bacalhau verdadeiro’ é o Cod Gadus Morhua e é nesse ponto que Portugal entra na história. Depois de testar o processo em várias espécies de peixes, os portugueses encontraram a ideal no mar Atlântico, próximo ao Polo Norte e passaram a realizar sua pesca no território ainda em exploração, o Canadá.

As outras espécies que também passam pelo mesmo processo e são consideradas como bacalhau se chamam Ling, Saithe e Zarbo, porém elas possuem características diferentes do Gadus o que pode ser confundido com a qualidade do produto.

Os portugueses também são responsáveis pela introdução do ingrediente na alimentação e se tornaram os maiores consumidores de bacalhau do mundo, fazendo da tradição um símbolo do país.

Desde seu surgimento, o ingrediente foi se popularizando e ganhando cada vez mais apreciadores por toda a parte, mas no final da Segunda Guerra Mundial houve uma escassez nos alimentos da Europa e os preços aumentaram, com isso o bacalhau ficou mais caro e o consumo passou a ser feito em datas comemorativas, aliadas ao costume cristão, como a Páscoa.

Se você também tem a tradição de preparar uma receita de bacalhau para a Páscoa, não deixe de conferir os produtos do Empório Vila Chã, lá você encontra bacalhau de qualidade e também outros ingredientes portugueses para complementar sua receita. Vale a pena conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.